Make your own free website on Tripod.com

No consultório, o oculista fazia os exames de rotina:
- O que está escrito aqui?
- Não sei, não consigo ler - respondeu o paciente.
O médico aumentou a letra:
- E agora, Manoel? O que está escrito aqui?
Ele se esforçou, mas não conseguiu ler nada. Várias tentativas depois, o médico concluiu:
- Bom, só tem um jeito: vamos ter que operar.
Depois da operação, o Manoel perguntou ao médico:
- E agora, doutor? O senhor acha que eu vou conseguir ler tudo?
- Claro que sim! A operação foi um sucesso!
O Manoel, todo contente:
- Puxa, doutor, como a medicina está avançada. O senhor acredita que antes da cirurgia eu era analfabeto?


O sujeito entra no banco com uma seringa cheia de sangue, agarra o primeiro caixa que vê e berra:
- Me passa toda grana ou eu te espeto essa seringa cheia de sangue contaminado por Aids!
Calmamente o caixa se vira para o assaltante e diz:
- Vá à merda! Não vou te dar dinheiro algum!
Então o bandido, sentindo-se desafiado, enfia a seringa no braço do caixa e vai embora.
Os colegas dele olham espantados e um deles diz:
- Joaquim, você ficou louco?
Que história é essa de bancar o herói e ser contaminado pelo HIV? Então Joaquim solta uma gargalhada e responde:
- Tudo bem, gente! Não se preocupem... Eu uso camisinha!


O português estava dirigindo um caminhão na BR-116, muito tranqüilamente e de repente ele ouve no rádio:
- Atenção, senhores motoristas que estão trafegando pela BR-116. Muito cuidado no trecho entre os quilômetros 235 e 280, tem um louco dirigindo um caminhão na contra-mão!
E o português:
- Um só? Tem é uma porção!


Um português entrou no bar e pediu uma cerveja em lata. O balconista entregou-lhe a cerveja e qual não foi a sua surpresa quando viu o portuga sacar um abridor de latas do bolso e começar a abrir a lata.
- Tá maluco, ô cara! - resmungou inconformado - Você não sabe pra que serve essa argolinha em cima da lata?
- Ora pois, mas é claro que sei! É para aqueles que esquecem de trazer o abridor!


Um grande traficante carioca contratou um português para ir comprar cocaína na Colômbia. 
- Olha português, aqui estão 110 mil dólares. Viaje a Bogotá, faça contato com o senhor Gutierres e compre dele todo este dinheiro em coca. 
Então o português viajou, e passados dois meses, ele retornou:
- Olha amigo, não encontrei nosso contato, mas para não perder a viagem, trouxe todo o dinheiro que você me deu em Pepsi... 


- Paiê. O que é lei das compensações?
- Ora, pois, é assim: Eu sou corno, mas em compensação tu és um filho da puta.


Dois portugueses vieram para o Brasil e decidiram que eles iriam ser ladrões de banco.
Logo no primeiro assalto, cada um pegou um malote que vinha saindo de um carro-forte, e foi um para um lado e o outro para o outro.
Treze anos depois, eles voltam a se encontrar e começam a conversar:
- Ei Manoel, e aquele assalto, como é que foi?
- Puta Joaquim, me fodi todo. Peguei um malote cheio de cheque. Na hora em que eu fui descontar, os caras me prenderam e fiquei doze anos preso. E você, como é que foi?
- Me fodi mais que você. Peguei um malote cheio de duplicatas.
- E que isso tem de mais?
- É que eu acabei de pagar a última ontem!


O português passava em frente a um chaveiro quando viu uma placa
"Trocam-se segredos". Parou abruptamente, entrou na loja, olhou para os lados e cochichou para o balconista:
- Eu sou gay, e você?!


Um português seqüestrador enviou um bilhete de resgate para a família do filho seqüestrado, com uma orelha cortada, dizendo o seguinte: - Cá estou a mandar minha orelha, se não me mandares o dinheiro deste raio de resgate a próxima orelha será a do seu filho.


Um dia, um homem entra num bar e pede uma pinga para o português do balcão. - Manoel, vê uma pinguinha pra mim, e vê uma pra ele e pra ele e pra ele e toma uma você também. - O português obedeceu. Colocou pra todos e tomou uma também. Mas depois o homem foi embora e não pagou a conta. No dia seguinte, o mesmo homem entra e pede. - Manoel, vê uma pinguinha pra mim, e vê uma pra ele e pra ele e pra ele e toma uma você também. O português obedeceu. Colocou pra todos e tomou uma também. Mas depois o homem foi embora e não pagou a conta. O português ficou irado e deixou separado um bastão de baseball em baixo do balcão. No dia seguinte, volta o mesmo homem. - Manoel, vê uma pinguinha pra mim, e vê uma pra ele e pra ele e pra ele e toma uma você também. O Manoel tira o seu bastão e enche o homem de porrada até arregaçar. No dia seguinte o mesmo homem vai de novo ao bar do Manoel. - Manoel, vê uma pinguinha pra mim, e vê uma pra ele e pra ele e pra ele, mas prá você não, Porque quando você bebe, você fica muito violento.


Voltar

Página Inicial