Make your own free website on Tripod.com

O português entra no ônibus e se senta. Após alguns minutos, entram um caras dizendo que é um assalto e o português, mais do que depressa, esconde a carteira em baixo da cadeira do ônibus. 
Os assaltantes então gritam: 
-Todo mundo descendo, vamos levar o ônibus! 


Em Portugal, um brasileiro liga para um hotel e pergunta:
-Por favor, qual o preço de uma diária?
-Depende do tamanho do quarto, do número de pessoas, etc - diz o portuga.
-E os senhores aceitam crianças?
-Não senhor apenas cheque ou cartão de crédito...


O português estava tomando banho e diz para Maria:
- Maria, me dá o xampu!
A Maria responde:
- Joaquim, mas aí já tem xampu.
- Mas Maria, o xampu que tem aqui é para cabelos secos, o meu já esta todo molhado.


O bêbado entrou no ônibus, parou lá na frente e apontando para o lado direito, disse:
- Todo mundo desse lado de cá é veado!
E apontando para o outro lado:
- E todo mundo desse lado é vagabundo!
Um passageiro, inconformado, levantou-se e disse:
- Eu não sou veado!
E o bêbado:
- Então passa para o lado de lá pra não fazer confusão!
Nisso, o motorista furioso freou o ônibus bruscamente fazendo com que todos os passageiros caíssem no chão, levantou-se, apontou o dedo na cara do bêbado e berrou:
- Quem foi que você chamou de veado?
E o bêbado:
- Agora eu não sei mais... Você misturou tudo!


O Joaquim está indo viajar com a Maria, quando um guarda faz sinal para eles pararem no acostamento.
- Ai, Jisuis! - exclama Joaquim. - to ferrado!
Nisto, o guarda se aproxima, debruça-se sobre a janela e diz:
- Eu só gostaria de avisar que depois do túnel caiu uma barreira e a estrada está muito perigosa. Por favor, dirija com cuidado!
E o português:
- Ai, seu guarda, que alívio! Eu pensei que o senhor ia me multar, pois a minha carteira está vencida, esqueci os documentos do carro, o extintor está descarregado...
Ao ouvir tamanha heresia, a Maria veio em seu socorro:
- Ó seu guarda, não liga pra ele não, este gajo está completamente bêbado!


O Manoel já estava há horas trancado no banheiro:
- O Manuel, tu estas te sentindo bem? Porque demoras tanto? - pergunta a mulher, esmurrando a porta. 
- É que aqui não tem papel higiênico...
- Mas, Manoel! Por acaso você não tem língua?
- É claro que eu tenho, mas não sou contorcionista!


Manoel veio para o Brasil, tentar a vida. Como única referência, tinha o endereço de um amigo que anteriormente conhecera aqui, o José. Ao descer do navio, debaixo de um pé-d' água fenomenal, o papel com o endereço de seu amigo borrou. Desesperado e com apenas alguns trocados, Manoel resolve escrever um telegrama ao Joaquim, em Portugal, pedindo ajuda:
- Joaquim, sabes o endereço de José?
No dia seguinte chegou a resposta:
- Sei... 


Havia um grande tumulto na praça. Uma porção de gente se aglomerava em torno de um corpo estendido no chão. Joaquim, que era baixinho, estava curioso pra ver o acidentado, mas não conseguia enxergar através da multidão. De repente, teve uma idéia:
- Com licença! Com licença! Me deixem passar! Eu sou parente do acidentado!
Todo mundo foi abrindo espaço para Joaquim passar e quando chegou no meio da roda, deu de cara com um jumento que acabara de ser atropelado.


O português chegou todo esbaforido naquela empresa que fazia faixas e cartazes e foi logo dizendo:
- Meu cachorrinho se perdeu e eu quero mandar fazer uma faixa bem grande!
- Pois não, meu senhor! Quais os dizeres?
E o português:
- Lulu, volte logo! Estou muito triste!


O assaltante aborda o Manoel no meio da rua.
- Pare! - grita.
- Impare! - grita de volta o Manoel estendendo três dedos.
- Mas eu estou te roubando! - explica o assaltante.
- Então não brinco mais!


O português entra no ônibus, completamente vazio e senta-se num lugar qualquer. De repente começa a chover e aí ele percebe que havia sentado debaixo de uma goteira. Mas continua ali, firme e forte, com a água pingando sobre a sua cabeça. Depois de algum tempo, intrigado, o cobrador lhe pergunta:
- Hei, cara! Por que você não troca de lugar?
- Bem que eu gostaria! Mas vou trocar com quem? 


Um brasileiro encontrou um amigo português, que não via há muito tempo, e foi logo perguntando: 
- Oh Manuel, ha quanto tempo! Como anda o nosso amigo Joaquim? 
- O dotoire! Não sabe que desgraça aconteceu? O Joaquim foi pego roubando ovos, foi julgado e condenado. 
- E dai? 
- Ele foi enforcado!
- Meu Deus, pelos ovos?! 
- não dotoire, pelo pescoço!!! 


Três amigos, um brasileiro, um americano e um português, discutem qual das respectivas mulheres é a mais burra. 
- A minha é a mais burra. Ela comprou uma bicicleta de dezoito marchas importada e nem sabe andar de bicicleta! - arrisca o brasileiro. 
O americano dá o seu palpite: 
- No way, gente, a minha é mais burra. Ela mandou construir uma piscina lá em casa, custou 50.000 reais, e nem sabe nadar! 
O português discorda dos outros dois com veemência: 
- Mulher mais burra que a minha não tem! Imaginem só: Antes de partir de férias com umas amigas para a praia, comprou um pacotão de camisinhas! E nem pinto ela tem...


Próxima

Voltar

Página Inicial