Make your own free website on Tripod.com

O casal vai ao médico e o marido fala:
- Doutor, toda vez que eu estou fazendo amor com minha mulher ela fica peidando o tempo todo. Será que ela tem alguma doença?
Depois de algum tempo examinando-a, o médico conclui:
- A sua mulher está perfeita! Não tem nada não! Deixe-me examinar o senhor, tire a roupa por favor!
O sujeito fica nu e mostra uma jeba enorme, quase tocando o chão.
- Meu amigo, pode se vestir! Por peidar diante de um instrumento desses, a sua mulher pode se considerar uma heroína! Só de olhar eu já estou me cagando todo!


Vencido o primeiro mês de aluguel do apartamento daquela morena maravilhosa, o proprietário bate-lhe à porta.
- Quem é? - pergunta ela, sem abrir.
- O proprietário! Vim cobrar o aluguel!
- Dá para passar mais tarde? Agora estou pagando o açougueiro!


Sábado à noite o sujeito resolve levar a mulher para tomar umas cervejas num barzinho. Quando eles estão na segunda rodada, ela diz, assustada:
- Amor! Você está vendo aquele cara ali naquela mesa, enchendo a cara de uísque?
- Estou, por quê? O que tem esse babaca?
- É o meu ex-marido! Eu me separei dele há sete anos e até hoje ele não conseguiu parar de beber!
- Não fala besteira! - discorda o marido - Ninguém consegue comemorar tanto tempo assim!


Depois que a mulher entrou no oitavo mês de gravidez, o marido se encontra condenado a dormir no sofá. Uma noite, quando ele se prepara para passar mais uma noite de cão, a mulher o fita com ar de compaixão. Ela entende que ele é apenas um homem e que ele tem necessidades que ela não tem condições de satisfazer. Então, num ato de bondade, ela pega uma nota de 100 na carteira e dá ao marido:
- Meu amor - diz ela - por minha causa você não dorme direito e eu não tenho como te proporcionar aquilo que te dá tanto prazer. Toma, pega essa grana e vai na vizinha. Ela vai concordar em transar com você. Mas lembre-se que é uma única vez, certo? Estou fazendo isso por você, só porque te amo! 
O marido nem acredita. Ele pega rapidinho o dinheiro antes que a mulher mude de idéia e vai correndo para a casa da gostosa da vizinha. Alguns minutos depois ele volta decepcionado. Devolve a nota para a mulher e explica:
- Ela disse que é pouco. Ela quer 200. 
A mulher fica louca da vida e explode:
- Desgraçada! Quando ela estava grávida e o marido dela veio aqui, eu só pedi 100... 


Uma mulher, de saco cheio com a indiferença do marido, após tantos anos de casamento, teve a idéia de usar, novamente, a camisola da lua-de-mel, que estava guardada há anos. À noite, ela se aproxima do marido na cama e diz:
- Amoor, lembra-se dessa camisola? 
- Claro que lembro - diz o marido- que, na verdade, nem lembrava... 
- E você se recorda do que me disse, naquela noite de nossa lua-de-mel? 
- Sim - diz o marido- se bem me lembro, eu disse: "Como estás linda, nessa camisola... quero beijar esses teus lindos seios, até deixá-los SECOS... Depois quero fazer tanto amor contigo, até deixar-te toda ACABADA". 
- Ah! - disse ela rindo - foi exatamente isso que você falou! Mas, e agora, tantos anos depois, e eu usando a mesma camisola, o que tem a me dizer? Ele a olha, de cima até embaixo, e diz:
- MISSÃO CUMPRIDA!


Uma repórter dum programa feminino de televisão entrevista a dona Manuela:
- A senhora pode contar aos nossos telespectadores quais são as atividades de uma típica dona de casa deste bairro?
- Sim... De manhã, levo os pequenos ao colégio. Depois, tenho três horas de sexualidade... Depois, meu marido e filhos chegam pro almoço... Ele volta pro trabalho e as crianças vão fazeire os deveres... Então, tenho mais algumas horas de sexualidade... Até à noite, quando jantamos e vamos todos pra cama!
- Minha nossa! Desculpe, mas a senhora pode explicar para nós em que consiste essa... Sexualidade?
- Ah... É fazer tudo que é foda: varrer, passar pano no chão, lavar e passar a roupa, arear as panelas, limpar os vidros...


Uma professora universitária estava acabando de dar as últimas orientações para os alunos acerca da prova final que ocorreria no dia seguinte. Finalizou alertando que não haveria desculpas para a falta de nenhum aluno, com exceção de um grave ferimento, doença ou a morte de algum parente próximo. Um engraçadinho que sentava no fundo da classe, perguntou com aquele velho ar de cinismo:
- Dentre esses motivos justificados, podemos incluir o de extremo cansaço por atividade sexual?
A classe explodiu em gargalhadas, com a professora aguardando pacientemente que o silêncio fosse restabelecido. Tão logo isso ocorreu, ela olhou para o palhaço e respondeu:
- Isto não é um motivo justificado. Como a prova será em forma de múltipla escolha, você pode vir para a classe e escrever com a outra mão...Ou senão puder sentar-se, pode respondê-la em pé "".


O marido conversando com a esposa:
- Puxa querida, você carrega minha foto na carteira o tempo todo?
- Sim, sempre que eu tenho um problema, eu olho para sua foto e o problema desaparece na hora. - Explica a mulher.
- Nossa... Eu não sabia que tinha tanta importância em sua vida...
- Tem sim! Eu olho sua foto e me pergunto: "Afinal, o que pior ainda pode me acontecer nesta vida".


Um sujeito encontra o amigo.
- Desde que minha mulher me abandonou a casa está tão vazia...
- Você sente muita falta dela?
- Não. É que ela levou todos os móveis.


Uma mulher estava jogando golfe, quando numa tacada ela acerta a bola em um homem. Ela corre pra ver se ele tinha se machucado e o vê se contorcendo de dor no chão, com as duas mãos bem na "mala". Ela tenta se desculpar e o cara morrendo de dor consegue falar:
- Tudo bem, a dor já vai passar. É só me dar uns minutinhos.
Mas a moça estava nervosa e queria ajudar de qualquer maneira. Ela então abaixa o zíper do cara e começa a massagear o pau do sujeito.
- Isso não te faz sentir melhor? - ela pergunta.
- Faz, é claro. Mas o meu dedo continua doendo pra cacete!


A mulher chega chorando na casa da mãe, que espantada pergunta:
- O que aconteceu, minha filha?
- O Tiago me bateu, mãe! Deu-me uma surra! Uma semana de casamento e ele já me bateu...
Diz a mãe, surpresa:
- Ué! Mas eu pensei que o Tiago tivesse viajado!
- Eu também, mamãe...


O sujeito está no motel com a amante, curtindo o pós-coito, quando ela resolve interromper o silêncio:
- Ricardo, por que você não corta essa barba?
- Se dependesse só de mim... - retruca - Você sabe que minha mulher seria capaz de me matar se eu aparecesse sem barba.
- Ora, querido - insiste a amante - Faça isso por mim, por favor...
O sujeito continua dizendo que não dá, até que não resiste as súplicas da amante e resolve atender ao pedido.
Depois do trabalho ele passa no barbeiro, em seguida vai a um jantar de negócios e quando chega em casa a esposa já está dormindo. Assim que ele se deita, sente a mão da esposa afagando o seu rosto e a sua voz sonolenta:
- Carlão, você ainda esta aqui? Vai embora! O meu marido já está pra chegar...


 

 

Voltar

Página Inicial