Make your own free website on Tripod.com

O segredo da pescaria


A polícia está dando a maior batida por conta de um assalto ocorrido no banco, quando param uma Kombi cheia de japoneses.

- Desce todo mundo! - ordena o policial. - Mãos na cabeça!

Eles obedecem e ficam  em silêncio.

- Agora um por um, vai falando o nome - torna o policial.

E eles:

- Sartamo Obanko.
- Matamo Okasha.
- Kontiro Nosako.
- Katamo Osnique.
- Saimo Koreno.
- Fugimo Nakombi.
- Osguarda Pararo.
- Tomamo Noku.


Um japonês entra num ônibus na rodoviária do Tietê em São Paulo e diz para o motorista:
- Olha, eu estou indo só até Taubaté, mas como este ônibus está indo para o Rio de Janeiro e eu estou muito cansado, temo não acordar e passar do ponto, de forma que eu gostaria que o senhor me acordasse quando chegarmos a Taubaté.
- Não tem problema, eu te acordo.
- Tem mais uma coisa - disse o japonês- Quando eu acordo fico muito, mas muito mal humorado, de modo que, caso eu xingue, brigue, ofenda o senhor, recusando-me a descer, não me leve a mal e, se for preciso, pode até me jogar para fora do ônibus, contando que eu desça em Taubaté.
- Pode deixar comigo. Diz o motorista.
Só que, quando o japonês acorda, para sua surpresa, dá logo de cara com o Corcovado. Enfurecido, levanta-se e parte prá cima do motorista, esbravejando e xingando-o de tudo que é nome.
Um passageiro, vendo tal cena, comenta com o colega ao lado:
- Puxa, mas que japonês nervoso!
Ao que o outro retruca:
- Nervoso? Isso não é nada. Você tinha que ver o outro japonês que o motorista pôs prá fora do ônibus em Taubaté!


Um marinheiro branco, casado com uma mulher branca,viajou e ficou e ficou um ano no mar.
Quando ele voltou para casa, a mulher tava com um filho japonês no colo.Ele foi tirar satisfação e disse:
-Ele nasceu branco como nós, mas eu não tinha leite e uma japonesa, no hospital, se ofereceu pra dar de mamar pra ele.Eu deixei e ele ficou assim...
O cara meio desconfiado, foi perguntar pra mãe dele se era possível acontecer uma coisas dessas. E a velha,depois de escutar tudo,respondeu,indignada:
-Mas claro que é possível! Quando você nasceu aconteceu a mesma coisa. Eu não tinha leite, coloquei você para mamar numa vaca e é por isso tá chifrudo desse jeito!


Voltar