Make your own free website on Tripod.com

Podia ser pior


O marido liga para casa:
    - Mulher, eu ganhei na "sena", pode arrumar as suas malas.
    Aí ela, entusiasmada, fala:
    - É para levar roupa de inverno ou roupa de verão?
    - Leva tudo e some da minha vida, sua desgraçada!


Dois amigos confidenciam:
    - Você costuma falar com sua mulher quando faz amor? 

    - Bem... Se tiver um telefone por perto, falo!

uaiuaiuai...


A mulher, toda fogosa, desabafa com o psiquiatra:
- Doutor, toda vez que conheço um rapaz não resisto e vou pra cama com ele logo no primeiro encontro. Depois me dá uma depressão enorme...
- Não é pra menos... Vou te ajudar a se livrar desta compulsão!
- Compulsão? Não... Eu só queria que o senhor me dissesse como é que eu faço pra não ficar deprimida depois...

Curusqueredo...


Uma professora universitária estava acabando de dar as últimas orientações para os alunos acerca da prova final que ocorreria no dia seguinte. Finalizou alertando que não haveria desculpas para a falta de nenhum aluno, com exceção de um grave ferimento, doença ou a morte de algum parente próximo. Um engraçadinho que sentava no fundo da classe, perguntou com aquele velho ar de cinismo:
- Dentre esses motivos justificados, podemos incluir o de extremo cansaço por atividade sexual?
A classe explodiu em gargalhadas, com a professora aguardando pacientemente que o silêncio fosse restabelecido. Tão logo isso ocorreu, ela olhou para o palhaço e respondeu:
- Isto não é um motivo justificado. Como a prova será em forma de múltipla escolha, você pode vir para a classe e escrever com a outra mão...Ou senão puder sentar-se, pode respondê-la em pé "".


Que surpresa!


 

Um pesquisador fez um levantamento a nível nacional para saber as coisas que o homem brasileiro mais gostava. Em todos os cantos do pais a resposta era uma só: - Dinheiro e mulher. Em todos os estados da federação, os homens respondiam de pronto: - Dinheiro e mulher. Quase ao final da pesquisa, ele encontrou um mineirinho do interior sentado de cócoras a beira da estrada pitando um cigarro de palha. - Bom dia. O mineirinho deu uma tragada, cuspiu de lado e respondeu: - Dia, so. - Estou fazendo uma pesquisa para saber as coisas que o homem brasileiro mais gosta. O senhor pode me responder? O mineirinho deu mais uma tragada e mais uma cuspida e respondeu. - Uai, so. As coisa que o homi mais gosta é "Dinheiro, Muié e Bicho de Pé". O pesquisador, estranhando a inclusão do item "bicho de pé" na resposta, perguntou: - Olha, todo mundo falou dinheiro e mulher. Mas e bicho de Pé? Mais uma tragada e mais uma cuspidinha, o mineirinho retrucou: - Uai, so. "Que qui dianta nós ter dinheiro e muié se o "bicho" não tiver de pé?"

Uaiuaiuai...


A turma do correio já se preparava para a festa de confraternização quando alguém chega trazendo um envelope endereçado ao Papai Noel. A carta era de um garotinho, muito pobre, cuja mãe estava
doente, o pai desempregado, não tinham nada que comer, o dono do barraco onde moravam estava ameaçando-os de despejo porque o aluguel estava atrasado há mais de seis meses e mais um infindável
rosário de desgraceiras de arrancar lágrimas dos mais empedernidos corações. No final ele terminava a carta pedindo R$ 50,00 para comprar um remédio para a mãe.


Comovidos, o pessoal do correio resolveu fazer uma vaquinha para arrecadar o dinheiro e enviá-lo ao menino. Conseguiram R$ 48,00. Colocaram o dinheiro num envelope e mandaram ao menino, felizes por
terem feito uma boa ação. Uma semana depois, um outro envelope, com a mesma letrinha pequenina, endereçada ao Papai Noel. Ansiosos pelas palavras de agradecimento do menino, todos se juntaram em torno de um dos funcionários que leu em voz alta:
"Querido Papai Noel, muito obrigado pelo dinheiro que você mandou.
Da próxima vez, seria melhor que trouxesse pessoalmente, pois os filhos da puta do correio me roubaram dois reais."


Altas horas da madrugada, o cara chega em casa, caindo de bêbado e, assim que põe o pé para dentro da porta, a mulher lhe enfia o relógio no nariz e berra:
- Olha ai... Quatro e trinta a e cinco!
E ele, sem tirar os olhos do relógio:
- Por este preço... Até que é bonitinho!


Na aula de português, a professora pergunta:
- Na frase: "O marido chega em casa de surpresa e encontra a mulher no quarto.", onde está o sujeito?
E o Joãozinho:
- Se não estiver dentro do guarda-roupa, deve estar debaixo da cama!


Missão Impossível


O caipira e sua mulher foram ao médico, após a análise dos resultados dos exames o médico receitou um supositório para a mulher. Saindo do consultório, adquirindo o medicamento, quando abriram, já em casa entranharam a aparência do "comprimido". Não sabendo como tomar decidiram voltar ao médico, aí o caipira falou:
    - Doutor como é que se toma esse negócio? Aí o médico:
    - Ele deve ser introduzido no organismo humano através do ânus. 
    Aí o caipira:
    - Por onde Doutor:
    - Pelo ânus.
    - Da onde mesmo, doutor?
    - Enfia no cu - Aí o caipira:
    - Carma doutor, não precisa ficar nervoso.

Curusqueredo...


O motorista entra num bar de beira de estrada e pergunta:
- Quanto custa um cafezinho?
- R$ 0,50 - responde o balconista.
- E o açúcar?
- Ah, o açúcar é de graça!
- Então me vê 3 quilos.


A empregada chama o jardineiro:
- Ô Zé, você me ajuda a botar o remédio no buraco do rato?
- Tudo bem, mas você segura o rato?

Uaiuaiuai...


Cadê o papel?


O hospício estava muito lotado e os médicos queriam se desfazer de alguns doidos. Então colocaram todos os malucos para pular de um trampolim em uma piscina, só que esta estava totalmente vazia. Foi o primeiro, pulou e se esborrachou no chão, o segundo, o terceiro, e todos caiam direto no fundo da piscina. Aí o nosso conhecido amigo doido chegou, subiu no trampolim, olhou para baixo e voltou. O médico pensou: - Oba, esse aí eu posso liberar, ele não pulou. E perguntou. - Por que você não pulou? - Não conta pra ninguém não, mas é porque eu não sei nadar.


O Manoel veio em visita ao Brasil e o que ele mais gostou foi ouvir piadas. A que ele mais gostou foi a seguinte: - Manoel você conhece o Mário? - que Mário, responde Manoel. - Aquele que te comeu atrás do armário. De volta a Portugal, Manoel não resistiu e resolveu fazer a pegadinha com o Joaquim. - Joaquim, tu conheces o Mário? - que Mário, responde Joaquim. - Aquele que me comeu atrás do armário. Ah Ah Ah A A a a.


Próxima

Página Inicial